Treinamento Nacional de Lideranças reúne mais de 100 participantes nos finais de semana de junho

1 julho 2021

Ao final do treinamento de lideranças, as equipes precisaram apresentar um projeto para minimizar o impacto negativo da pandemia

Por Marjorie Martins

Durante o mês de junho jovens de todo o Brasil participaram do 1º Treinamento Nacional de Lideranças dos Escoteiros do Brasil. O evento, previsto inicialmente para acontecer de forma presencial em 2020, foi realizado de maneira online devido à pandemia da Covid-19. A atividade contou com mais de 100 participantes que se reuniram nas manhãs de sábado para aprender mais sobre liderança, trabalho em equipe, gestão de projetos, impacto social e desenvolvimento pessoal.

O treinamento organizado por Melissa Wilm e Lucas Lahoni foi inspirado no Treinamento Interamericano de Lideranças (Interamerican Leadership Training), sobre isso Melissa afirma “Queríamos promover uma oportunidade de desenvolvimento das habilidades de liderança para os participantes, com elementos e referências de dentro e principalmente de fora do Movimento Escoteiro”.

Os participantes foram divididos em vinte e duas equipes e ao longo dos sábados puderam contar com conversas que foram desde saúde mental à comunicação efetiva, uma das palestras favoritas de Mariano Miho, pioneira do Grupo Escoteiro Lady Olave Baden Powell 302/SP. “Gostei muito da palestra ‘Comunicação efetiva na era digital’, mostrou que temos que nos colocar no lugar do outro, pensar em nossos grupos focando na afetividade e não na efetividade”.

Todas as equipes contaram com assessores que tinham a missão de coordena-las, motivá-las e ajudá-las na execução das tarefas externas durante todo o evento. Uma dessas pessoas foi Ana Laura Fonseca, do Grupo Escoteiro do Ar Landell de Moura 101/MG, que recebeu o convite através de um telefonema e diz que apesar da dificuldade de trabalhar com pessoas que não conhecia, ficou muito empolgada com a proposta e a forma como o evento foi organizado.

Na segunda semana de treinamento, foi proposto para as equipes a criação de um projeto. O desafio era visualizar a situação atual e propor algo para minimizar o impacto negativo causado pela pandemia da Covid-19. As vinte e duas equipes puderam apresentar os projetos no último sábado de evento, no período da tarde. Eric Da Hora, escotista na Tropa Sênior Mista Autônoma do Ar Chefe Berna 211/PE, desenvolveu em conjunto com a sua equipe o Movimentum, que tem como objetivo fazer intervenções nas comunidades para revitalizar locais abandonados com a conscientização dos membros para ajudar na realização das manutenções.

A equipe Canário, de Mariana Miho, também apresentou o seu projeto, que consistia em falar sobre a disseminação de fake news a respeito da vacinação contra a Covid-19. Ao fim de cada apresentação, uma banca avaliadora comentava sobre os projetos, que podem ser levados adiante por elas.

Com grande participação, o Treinamento Nacional de Lideranças pôde inspirar os participantes de todo o país a atuarem de forma local. Sobre isso, Lucas Lahoni, um dos organizadores do evento, comenta: “Capacitação de lideranças é algo que acontece muito naturalmente dentro do Escotismo, iniciando lá nas matilhas da Alcateia até as equipes de interesse do Clã Pioneiro. Essa foi a primeira vez que a instituição ofereceu capacitação teórica em liderança. Torço para que esse diferencial tenha sido suficiente para despertar nos participantes a vontade de se envolver ativamente com a instituição e com as comunidades em que estão inseridos. Disponibilizar esse tipo de formação não anula o que o próprio Movimento Escoteiro já faz, mas sim complementa e vai além. Quero ver como os “ex-alunos” do 1° TNL vão interagir com o ambiente ao redor deles agora que têm algumas novas cartas na manga”.

Skip to content