JOTA/JOTI: uma viagem no tempo

25 outubro 2021

Por Heloísa Ançanello e Marjorie Martins

O JOTA-JOTI, realizado no Brasil desde 2003, é uma atividade memorável para muitos jovens e adultos escoteiros, que recordam por muitos anos das tarefas que tiveram a oportunidade de fazer ou colaborar. Mas como estes eventos foram criados? É o que vamos te contar hoje para que você já sinta gostinho de “quero mais” depois de mais uma edição marcante da maior atividade escoteira do mundo.

Foto: Página Radioescotismo Nacional.
Histórico

O Jamboree On The Air, conhecido como JOTA, é uma atividade anual realizada mundialmente através de estações de radioamadores, desde 1956 quando surgiu durante a realização do IX  Jamboree Mundial, na Inglaterra.  A coordenadora do JOTA, Veralba Floriani Gagliastri, afirma que o evento tem como objetivo a confraternização entre membros escoteiros e bandeirantes através das ondas de rádio. Ela ainda complementa que, atualmente, a estimativa de participantes está beirando os 500.000 membros do Movimento Escoteiro e Bandeirantes. 

Ignácio Castañón, coordenador nacional do JOTA/JOTI 2021, adiciona que com a evolução da internet, em 1996, a Organização Mundial do Movimento Escoteiro (OMME) buscou ampliar as formas de comunicação e iniciou contatos pela rede mundial de computadores. Foi assim que surgiu o Jamboree-On-The-Internet – JOTI. 

Atualmente unificada, a atividade passou a ser JOTA-JOTI, conectando escoteiros de todo o mundo pelo rádio e pela internet, num grande jogo educativo de comunicação e de integração de jovens e adultos.

De acordo com Mauro, que foi um dos responsáveis pela criação da Gincana, o evento começou a ser pensado em 1995. “Um estudante que estava fazendo intercâmbio na Holanda resolveu promover e montar um servidor de IRC. Sigla para Internet Relay Chat, o IRC é um protocolo de comunicação que foi utilizado para bate papo em tempo real e que permitia tanto conversas públicas quanto privadas – e foi por lá que começaram as conversas entre escoteiros de diferentes países. Aqui no Brasil, a galera mais T. I (Tecnologia da Informação) trouxe o JOTI logo nos primeiros anos que estes servidores de IRC foram para o ar. Eu particularmente lembro, comecei a me envolver com o JOTI em 2003 e já existia um time que já estava há cinco, seis anos trabalhando bem forte nisso. Então eu acredito que a aparição no Brasil tenha sido muito concomitante com o resto do mundo, em meados de 1996, 1997, mas a gincana propriamente dita nasceu em 2003 e depois a gincana online, com site e tudo mais nasceu em 2004”. 

Jota 2015. Foto: Ignácio Castagnón

Complementando Mauro, Antonio Cosso, coordenador do JOTA/JOTI, enfatiza o tamanho da presença brasileira no evento: “O Brasil foi o primeiro país a adaptar uma gincana para o evento, e por anos nossa participação a nível mundial representava mais de 50%”.

Momentos marcantes

Depois de tantos anos, há também muitas lembranças, histórias e tarefas de que cada um gostou de ter colaborado. Quem relembra uma destas é a escotista Isabelly Castro do Grupo Escoteiro Arara Azul 15º/GO: “Eu gostei bastante de uma atividade em que os jovens faziam uma homenagem para uma pessoa especial no grupo escoteiro. Lembro que meus escoteiros fizeram a um dos fundadores do meu grupo e ficou bem legal. A pessoa ficou emocionada com a homenagem”.

Veralba comenta que a “chama do JOTA que se acende nos membros de seu grupo”, não apagará jamais. “Os jovens podem aprender sobre tecnologia de comunicação e se conectar com outros escoteiros de mais de 171 países”, complementa Ignácio.

Já Mauro Lages não tem uma atividade favorita específica, mas adora as que instigam os jovens a produzir algum tipo de conteúdo. “Para mim o grande ganho é realmente o desenvolvimento da criatividade do jovem, da inserção do jovem no universo cada vez mais digital e isso para mim é muito legal, muito fantástico, e eu sempre vi resultados impressionantes vindo de jovens que até então não tinham manifestado integralmente a sua capacidade ou a sua criatividade”.

Cuidados em 2021
JotaJoti 2021. Foto: Pedro Trancho.

Em 2021 o evento pôde acontecer de maneira presencial em Grupos Escoteiros que já retornaram às suas atividades, mas claro que para estes, o cuidado foi essencial, assim como no restante das atividades que já estão ocorrendo neste momento. Sobre isso, Antônio Cosso, fala: “Todas as atividades foram pensadas para serem feitas de modo presencial ou virtual”, ou seja, todos, independente das suas escolhas, puderam aproveitar o JOTA/JOTI, e se divertiram.

Além das redes sociais do Escoteiros do Brasil, o próprio JOTA/JOTI também possui a sua página onde sempre posta as novidades e o que acontecerá anualmente no evento. Siga-nos nas redes sociais para ficar por dentro das atualizações.

Skip to content