Escoteiros do Brasil assinam acordo de cooperação com Associação Escoteira do Paraguai

30 julho 2020

Termo de parceria bilateral entre as organizações foi assinado na tarde desta quarta-feira (29/07).

Na tarde desta quarta-feira (29/07), os Escoteiros do Brasil firmaram, de forma virtual, um acordo de cooperação internacional com a Associação Escoteira do Paraguai (Asociación de Scouts del Paraguay). O termo, resultado do trabalho da Diretoria Executiva Nacional e da Equipe Nacional de Relações Internacionais, promove a fraternidade mundial e busca realizar o intercâmbio de boas práticas escoteiras entre as duas organizações nacionais.

Para Rafael Macedo, presidente dos Escoteiros do Brasil, o acordo permite que a instituição possa adotar iniciativas da Associação Escoteira do Paraguai, bem como auxiliar o país vizinho no desenvolvimento do escotismo a nível nacional: “Uma das nossa primeiras ações é o compartilhamento da literatura base, como os manuais dos escotistas e jovens de cada ramo. Nosso trabalho segue, sempre focando na construção de uma fraternidade escoteira mundial mais qualificada e solidária”, disse Macedo.

A iniciativa, segundo Lídia Ikuta, Comissária Internacional dos Escoteiros do Brasil, fortalece os laços entre os países da Região Interamericana, principalmente os membros do Cone Sul: “Esse acordo marca uma parceria que vem sendo construída a muitas mãos. Vamos possibilitar o intercâmbio de jovens, além de compartilharmos experiências que permitem lapidar nossa gestão institucional, bem como a área de métodos educativos e de relações internacionais”, apontou Lídia.

Gladys Zelaya, presidenta da Associação Escoteira do Paraguai, destacou que o acordo é motivo de alegria para os jovens e escotistas do país: “Sabemos da estrutura e organização dos Escoteiros do Brasil e podermos compartilhar desses saberes é muito valioso. Essa parceria refletirá no dia a dia dos nossos escoteiros e escoteiras em todas as regiões do país”, disse Zelaya.

Participaram da reunião de assinatura do termo de cooperação:

Representando a Associação de Escoteiros do Paraguai

Gladys Zelaya – Presidenta
Miguel Olivates – Comissário Internacional
Chiara Scavone – Diretora de Relações Internacionais

Representando os Escoteiros do Brasil

Rafael Macedo – presidente
Lídia Ikuta – Comissária Internacional
Jonathan Govier – Comissário Internacional Adjunto
David Maciel Ortolan – Secretário-Geral dos Escoteiros do Brasil
Marcelo de Gregori – Comunicador da Equipe Nacional de Relações Internacionais

Este é o segundo termo de cooperação assinado nesta gestão da Diretoria Executiva Nacional. No dia 10 de dezembro, os Escoteiros do Brasil e firmaram acordo com os Escoteiros da Argentina, em ato realizado durante o Fórum Mundial de Educação Não-Formal, ocorrido no Rio de Janeiro.

Confira os principais pontos do termo de cooperação entre os Escoteiros do Brasil e a Associação Escoteira do Paraguai:

  • Mútuo apoio para favorecer o desenvolvimento do Movimento Escoteiro em nível nacional e nas regiões e/ou distritos e/ou Unidades Escoteiras Locais;
  • Criar espaços de intercambio para jovens e adultos nas diferentes atividades que as associações desenvolverem;
  • Trocar informação sobre ações desenvolvidas em ambas as Organizações Escoteiras Nacionais, com o objetivo de compartilhar experiências que permitam conhecer, com maior proximidade, a gestão institucional, métodos educativos e as demais áreas do Movimento Escoteiro, com o intuito de enriquecimento mútuo;
  • Compartilhar material educativo e de apoio aos processos que se desenvolvem em cada Organização Escoteira Nacional;
  • Auxiliar na busca de instalações aos contingentes e/ou delegações que participem de eventos ou que estejam no percurso aos mesmos, para estadia ou acampamento no território dos dois países.
  • Criar reuniões, workshops, encontros e outras atividades que permitam às diferentes Equipes Nacionais e/ou das diferentes estruturas territoriais intermediarias/Regiões Escoteiras para troca de experiências, e analisar diferentes propostas que busquem beneficiar o desenvolvimento do Movimento Escoteiro.
  • Promover encontros, principalmente entre as Unidades Escoteiras Locais e Dirigentes localizados nas regiões de fronteira entre os dois países.

Foto e texto: Marcelo de Gregori/Escoteiros do Brasil

Skip to content