Conjuve e parceiros lançam segunda onda de pesquisa para ouvir jovens sobre a pandemia

8 abril 2021

Um ano após o início da pandemia de COVID-19, garantir direitos para a população jovem brasileira tornou-se um desafio complexo. Em busca de respostas dos próprios jovens sobre como a crise sanitária os afeta e como eles podem ser apoiados neste momento, uma nova onda da pesquisa “Juventudes e a Pandemia do Coronavírus (Covid-19)” foi lançada no dia 22 de março. Jovens de 15 a 29 anos de todo o Brasil poderão participar da consulta por meio do questionário online disponível no [link], até o dia 12 de abril.

Promovida pelo Conselho Nacional da Juventude (CONJUVE), em parceria com a Fundação Roberto Marinho, a UNESCO, a Rede Conhecimento Social, a Visão Mundial, o Mapa Educação, o Em Movimento e o Porvir, a primeira edição da pesquisa foi realizada em maio de 2020 e ouviu mais de 30 mil jovens. À época, seus resultados mostraram que a pandemia afetava diferentes aspectos da vida dos jovens, como perda de trabalho e renda, dificuldade para estudar em casa e elevado nível de estresse. Os dados foram amplamente divulgados e usados por organizações e profissionais comprometidos em apoiar o desenvolvimento das juventudes, bem como para pautar e influenciar a ação de tomadores de decisão.

Agora, com os riscos ampliados pela longa exposição à pandemia, a segunda onda de mobilização pretende atualizar as percepções das juventudes sobre a crise e trazer dados que ajudem a evitar sequelas graves para a maior geração de jovens da história do país.

“Todo este contexto tem forte influência no processo de desenvolvimento da população jovem no Brasil. A situação é grave. Precisamos urgentemente de ações concretas, com real capacidade de promover mudanças, atendendo as demandas emergenciais e apresentando perspectivas de futuro. Uma série de direitos têm sido violados ou negligenciados e para o enfrentamento da complexidade desses desafios será fundamental a construção de soluções que sejam baseadas em evidências, por isso decidimos realizar a segunda onda da Pesquisa Juventudes e a Pandemia do Coronavírus”, afirma Marcus Barão, Presidente do Conselho Nacional da Juventude.

Os Escoteiros do Brasil são parceiros do CONJUVE, não fique de fora desta pesquisa.

Skip to content